fbpx

Você costuma chegar na metade do rola, mas já sem forças pra manter as pegadas firmes? Você evolui tecnicamente, mas ainda assim parece que falta aquele gás no jiu jitsu para melhorar seu rendimento? Pois saiba que talvez você esteja trabalhando o seu gás no Jiu Jitsu da FORMA ERRADA!

jiu-jitsu-morrer-no-gás
Quem nunca “morreu no gás” ao treinar ou competir Jiu Jitsu?

A equipe BJJ Nerd já esteve em boa parte das MAIORES e MELHORES academias do mundo. Ao longo das nossas gravações e visitamos, presenciamos o treino de mais de 20 campeões mundiais. E uma coisa que percebemos é que os grandes campeões tem muito em comum: Eles fogem do senso comum.

Muitas coisas que acreditávamos ser verdades absolutas, vem sido contestadas nos dias de hoje. Não basta você apenas treinar MAIS. Você deve também treinar MELHOR. Lembre-se que um erro repetido por muitas vezes não se torna um acerto. Faça diferente, se você quer resultados diferentes.

Por isso, neste post, elegemos 5 itens em que os praticantes comuns de Jiu Jitsu costumam errar, mas os campeões NÃO!


1 – Preparação Física demais piora o seu gás no Jiu Jitsu

Você começou a correr, nadar, pedalar, praticar crossfit e fazer musculação para melhorar o seu gás no Jiu Jitsu? E ainda assim não entende porque você não tem energia para aguentar um rola de 6 minutos?

É muito comum aos praticantes que não estão com o “forma em dia” buscar outras atividades para melhorar o seu gás no Jiu Jitsu. Porém, a solução é mais simples do que parece. Você fica melhor em Jiu Jitsu, treinando Jiu Jitsu!

Não queremos dizer que a preparação física não é importante. Porém, se você quer treinar Jiu Jitsu melhor, seu esforço fora do tatame deve SUPLEMENTAR o seu treino de Jiu Jitsu, e não esgotar suas energias. Busque profissionais que entendam da área e possam montar treinos específicos para a sua evolução na arte suave. Assim você terá energia de sobra para treinar Jiu Jitsu e estará mais afastado de lesões.

#DicaDoMestre nº 1: 3/4. Não importa se você consegue treinar apenas 2 vezes na semana ou 4 vezes por dia. Se o seu objetivo é melhorar o seu gás no Jiu Jitsu, pelo menos 75% dos seu suor deve ser pingado no tatame. Se você tem disponibilidade para apenas 4 horas semanais de treinos, 3 dessas horas, no mínimo, devem ser gastas treinando Jiu Jitsu.

2 – Não ter um planejamento semanal de treinos

Você passou o final de semana focado em melhorar o seu gás no Jiu Jitsu. O plano então, é treinar o máximo possível e dar o seu melhor em todos os rolas a partir de segunda-feira. Você segue a risca o seu plano no começo da semana. Porém, na quarta-feira, você está esgotado e mal consegue manter uma pegada para fazer guarda. Ainda assim você mantém esse padrão por algumas semanas, mas não vê evolução.

O erro está em querer “dar um passo maior que a perna”. Isso porque, se você vem de uma rotina em que treina 3 vezes na semana, não tente ser um “Miyao” da noite para o dia e passar a treinar 6 horas diárias. O máximo que você vai conseguir se sentir mais cansado e talvez machucado.

miyao-bros
Nem todo mundo deve (ou consegue) treinar como esses dois! (Fonte: BJJPix)

Ao invés disso, dê pequenos passos ao longo das semanas. Se na semana passada você fez apenas 2 rolas por treino, seu objetivo para a próxima semana é apenas fazer um terceiro rola antes de descansar. Ao fim de cada semana, tente ser UM POUCO MELHOR do que foi na semana que passou.

Se o seu objetivo é, de fato, treinar 6 horas diárias, estabeleça uma meta. Pense em atingir esse patamar daqui há alguns meses e desenhe o caminho até lá. Ande com passos curtos, mas consistentes.

Dê tempo para o seu corpo se adaptar a cada nova carga. Dessa forma, você estará progressivamente sendo um melhor praticante, sem dar possibilidades ao aparecimento de lesões, overtraining. Consistência é a chave.

3 – Descansar pouco é uma armadilha

Apesar de já ser uma ideia “batida”, pouco sono atrapalha, e muito, o seu gás no Jiu Jitsu. As vezes, ao invés de tentar novos suplementos ou técnicas diferentes de treino, tudo que você precisa é deitar um pouco mais cedo e descansar com qualidade.

ali-sleep-jiu-jitsu
Faça como o Muhammad Ali e durma MAIS e MELHOR!

Quanto mais você treina, mais o seu corpo precisa de descanso. Uma boa noite de sono, além de reparar as microlesões e diminuir a fadiga muscular, irá liberar na sua corrente sanguínea importantes hormônios, como a melatonina e o GH. Dessa forma, você consegue estar mais bem preparado para a carga de treino dos dias seguintes.

Além disso, não descansar não significa apenas dormir. Neste artigo, damos 7 dicas de como se recuperar de uma sessão de treinos e voltar no outro dia o mais inteiro possível.

4 – Alimentar-se de forma errada acaba com seu Gás no Jiu Jitsu

Alinhar sua dieta com a fase de treino que você está não é uma tarefa fácil. Antes de tudo, o mais recomendado é estar em contato com algum profissional.

dieta-gracie-alimentacao

Um exemplo disso é comer demais antes do treino. O excesso de alimento durante o exercício físico deixa o corpo mais “preguiçoso”. Isso porque, a ingestão de alimento ativa o sistema nervoso parassimpático, que é responsável pela “digestão” e “descanso”. Dessa forma, seu corpo direciona as energias para a nutrição, o que pode deixá-lo mais fraco para a atividade física.

Isso que nem falamos sobre como comer mal pode influenciar negativamente o seu rendimento. Portanto, não existe fórmula mágica. Cada rotina e fase de treino irá exigir uma nutrição específica. Se você deixa isso nas mãos de um nutricionista, poderá estar certo de que está fazendo o melhor uso dos alimentos para o seu objetivo.

Descubra aqui o que é a Dieta Gracie: O Segredo dos Campeões e como ela pode mudar a sua saúde!

5 – Não simular competições em sua rotina de treinos

Já sentiu suas pegadas “empedrarem”, suas pernas fraquejarem e o seu coração acelerar ao lutar um campeonato de Jiu Jitsu?

Se você é um competidor (profissional ou mesmo amador), saberá que o nosso gás no Jiu Jitsu não é o mesmo quando estamos competindo. Isso porque a pressão emocional de estar lutando pode esvaziar seu combustível rapidamente.

O grande problema é que treinamos quase que o tempo todo dentro de nossa “zona de conforto”. Em nosso treino não há torcida contra, não há arbitro, placar, vencedor ou perdedor. Portanto, quando o seu corpo se depara com todas essas informações, não irá responder da mesma forma que responde em treinos normais.

competicao-interna-gracie-barra-2
Pequenas competições internas simuladas farão você se acostumar mais com a “adrenalina” da competição e não perder o seu gás ao lutar!

Se esse é o caso, é hora de começar a simular todas essas situações de competição. Adicione a adrenalina da competição no seu treino. Estimule um campeonato interno e simule a torcida, a arbitragem, as chaves e até a pesagem! Só assim você se sentirá mais confortável ao competir e, consequentemente, usará melhor do seu gás.


E aí leitor, o que achou das dicas? Concorda com todas? Discorda de algo? Deixe seu comentário contribuíndo com a discussão!

Se gostou, deixe seu comentário abaixo! Também não se esqueça de visitar o BJJ Nerd no Facebook, Instagram e Youtube.

 

 

Gás no Jiu Jitsu: 5 coisas que você deve PARAR de fazer para treinar melhor

Deixe uma resposta