fbpx

Ao ingressar no Jiu Jitsu vemos a faixa preta como um ideal a ser alcançado. Se tornar um “mestre” é um dos principais objetivos do faixa branca. Porém, com o decorrer de nossa jornada vemos que este é apenas o começo. Esta faculdade para a vida que é o Jiu Jitsu traz inúmeros benefícios através da prática. Da mesma forma como passamos pelos semestres em uma universidade, na arte suave a ideia é a mesma porém a graduação de faixas de Jiu Jitsu é um pouco diferente.

Com essa evolução dentro da arte suave o praticante busca adquirir novos conhecimentos sobre o esporte que pratica. Neste artigo você vai saber como funciona o sistema de graduação de faixas no Jiu Jitsu de acordo com a Confederação Brasileira de Jiu Jitsu (CBJJ). Esta é a organização que tem suas regras sobre o detalhamento da ordem das faixas e de como obter graduação da faixa branca até a faixa preta.

O sistema de graduação de faixas do Jiu Jitsu, que se dá pela troca de faixas, foi criado para uniformizar o ensino e a prática dessa arte marcial, bem como padronizar os modelos de competição. Você saberá aqui como tudo funciona de acordo com os Sistema Geral de Graduação da maior organização da arte suave da atualidade.

 

 

Enviaremos o seu acesso por e-mail. Você terá os primeiros 7 dias grátis! Não precisa de cartão de crédito.

 

O Sistema Geral de Graduação tem por objetivo tornar mais simples o entendimento de todo o processo de evolução do praticante desde a faixa branca até a faixa vermelha.

 


Graduação de faixas por grupos de idade

graduação faixa jiu jitsu

A primeira divisão que falaremos neste post é por grupos de idade. Obviamente uma criança tem motivações diferentes para lutar de um adulto. Com isso em mente, no Jiu Jitsu existe um sistema de graduação que divide seus praticantes em dois grupos.

É aconselhado colocar o seu primeiro kimono de Jiu Jitsu aos 4 anos de idade segundo a IBJJF, o primeiro grupo vai até os 15 anos. Ao atingir os 16 anos o atleta sobe para a categoria juvenil e pode iniciar sua graduação da mesma forma que um adulto, com a faixa azul.

Graduação de faixas de 4 a 15 anos

Algo bastante interessante para observarmos é que foi com o fundador do estilo Kudokan, Jigoro Kano, que no final do século 19 houve diferenciação dos mais graduados. No princípio havia o faixa branca e o faixa preta, persistindo desta forma por muito tempo. Algumas artes tradicionais, como é o caso do Aikido, mantêm até hoje este sistema de graduação.

Avançar naquilo que se faz é sempre muito motivador. Principalmente para as crianças, este pode ser o que vai fazer o pequeno praticante continuar ou não no Jiu Jitsu. Com isso em mente, hoje o nosso esporte permite muito mais graduações separadas em grupos de cores (cinza, amarela, laranja e verde). Este é apenas um dos fatores que torna essa arte marcial muito mais estimulante e atraente.

Idade mínima para iniciar de acordo com as faixas de Jiu Jitsu

Mesmo com a diferenciação nas graduações, ainda existem regras que devem ser obedecidas pelo Jiujiteiro até chegar a fase adulta. Buscando atingir a elite com a tão sonhada faixa preta, os mestres, pais e praticantes devem estar atentos à idade para manter-se dentro dos padrões estabelecidos pela organização.

Branca

É o início e pode ser iniciado em qualquer idade (IBJJF recomenda com pelo menos 4 anos)

Cinza (faixa cinza e branca, faixa cinza, faixa cinza e preta)

4 a 15 anos

Amarelo (faixa amarela e branca, faixa amarela, faixa amarela e preta)

7 a 15 anos

Laranja (faixa laranja e branca, faixa laranja, faixa laranja e preta)

10 a 15 anos

Verde (faixa verde e branca, faixa verde, faixa verde e preta)

13 a 15 anos

O tempo indicado para permanecer nas faixas de Jiu Jitsu

Este é um assunto bastante delicado e que acaba variando muito dentro do esporte. Assim como existem academias que graduam a partir de um exame de faixa, em outros tatames que decide o momento para dar o próximo passo é o mestre. Ainda sim, o mais importante é você se sentir bem em seus treinos. Como disse Helio Gracie, faixa só serve para amarrar as calças, então não se atenha cor de sua faixa, mas sim a evolução do seu Jiu Jitsu.

De acordo com o IBJJF são sugeridas aos instrutores e professores três formas de graduação, com a finalidade de marcar o tempo de prática de cada aluno em cada faixa. São elas, a mensal, a trimestral e a quadrimestral. Como todas as pessoas não treinam da mesma forma, o tempo necessário para a sua graduação depende da frequência e habilidade de cada praticante.

Período mínimo que o praticante poderá permanecer em cada faixa

Como vimos anteriormente existem algumas restrições quanto a graduação até os 15 anos do praticante. Porém, estas restrições não param por aí. Claro que vemos nos tatames faixas azul com quase 10 anos de Jiu Jitsu, assim como vemos faixas preta com apenas 4 ou 5 anos praticando a arte suave.

Para padronizar o nível de ensino, a Confederação Brasileira de Jiu Jitsu (CBJJ) solicita que exista um tempo mínimo de permanência em cada faixa. O competidor que quiser estar apto a lutar os campeonatos da IBJJF, deve se manter regularmente filiado perante a federação, estando atendo ao tempo mínimo de permanência em cada faixa.

Vale salientar que a IBJJF considera que a data de graduação de faixa no Jiu Jitsu foi de acordo com a data de filiação. Caso o atleta tenha passado a faixa azul e deseja lutar campeonatos da IBJJF, porém nunca fez a carteirinha, este deve entrar em contato com a organização e, através de fotos e documentação comprovar a sua graduação.

Praticantes entre 04 e 15 anos

Não há período mínimo

Praticantes de 16 e 17 anos

Branca – não há tempo mínimo

Azul – não há tempo mínimo

Roxa – 2 (dois) anos

Praticantes a partir dos 18 anos da faixa branca à faixa marrom

Branca – não existe tempo mínimo

Azul – 2 (dois) anos

Roxa – 1 (um) ano e meio

Marrom – 1 (um) ano

Praticantes a partir da faixa preta

Preta – 31 anos

Vermelha e preta – 7 anos

Vermelha e branca – 10 anos

Vermelha – indefinido

Vale lembrar que os períodos para faixa preta são fixos e não mínimos, por isso eles indicam o tempo que cada atleta deverá permanecer em cada faixa. Dessa forma, 3 anos após a graduação à elite do Jiu Jitsu, o praticante recebe seu primeiro grau, e assim por diante.

Um hábito na maioria das modalidades de luta oriental, o último dan é reservado aos fundadores da arte marcial. No Jiu Jitsu o décimo grau segue a mesma tradição, sendo destinados aos pioneiros da arte suave.  Os nomes que obtiveram tal honraria foram Carlos Gracie, George Gracie, Oswaldo Gracie, Gastão Gracie, Helio Gracie, Julio Secco e Armando Wriedt, bem como o japonês Conde Koma.

Ponta preta e sistema de graus

Além da graduação de faixa, existe também outra forma de recompensar o praticante pelo seu esforço. Para os alunos, os graus servem como motivação para que os mesmos persistam na arte suave. Podendo atingir 4 graus em cada faixa, o praticante usa deste combustível para continuar evoluindo dentro do tatame.

As faixas no Jiu Jitsu possuem em uma das pontas uma coloração preta de 10cm, exceto na faixa preta onde a cor é diferente. O espaçamento para o professor é entre 2,5 a 3 cm. Este é o local onde o atleta recebe os seus graus intermediários, ou dan, entre as trocas de faixas.

Viver o Jiu Jitsu lifestyle é buscar pela perfeição, sabendo que nunca iremos alcançá-la. Por isso, independente da graduação, o mais importante é estar disposto a aprender todos os dias. Sair do tatame em cada treino um pouco melhor do que quando entramos. Ensinamento esse que aprendemos dentro da academia e acabamos, após muita evolução, levando para a vida.

Enviaremos o seu acesso por e-mail. Você terá os primeiros 7 dias grátis! Não precisa de cartão de crédito.

Que tal saber mais sobre o Jiu Jitsu acessando o nosso site?

Se gostou, deixe seu comentário abaixo! Também não se esqueça de visitar o BJJ Nerd no Facebook, Instagram e Youtube.

 

Graduação de faixas no Jiu Jitsu: O caminho além da faixa preta!

Uma ideia sobre “Graduação de faixas no Jiu Jitsu: O caminho além da faixa preta!

Deixe uma resposta