fbpx

Quando um amigo seu volta de um campeonato de Jiu Jitsu, qual a pergunta mais comum que ele ouve na academia?

“E aí Joãozinho, como foi lá no campeonato?”

“Perdi!”

“Mas é sério? Você estava tão bem… como foi a luta?”

É nesse momento que Joãozinho possui duas opções: admitir a derrota como um campeão ou… começar a contar suas desculpas!


Por que contamos desculpas?

Quando jogamos a culpa de nossa derrota em um fator externo – por exemplo, o árbitro -, deixamos o nosso ego mais “leve”. É muito mais fácil descansar e dormir tranquilo quando não nos responsabilizamos pelos nossos erros, achando que o controle da situação não está em nossas mãos.

Além do mais, a nossa mente briga, o tempo todo, para nos manter seguros. Ou seja, resolver problemas e encarar os erros nos tira da zona de conforto. E isso vale não apenas para o Jiu Jitsu, mas para a vida!

Quem já perdeu um campeonato sabe como é difícil ver a decepção de seu mestre, família, parceiros de equipe, por exemplo. Além do mais, a decepcionar a você mesmo pode ser a mais difícil ainda de encarar. Portanto, não é mais fácil acreditar – e falar – que a culpa foi de tudo/todos, menos sua?

Em resumo, contar desculpas é um falso atalho para manter a nossa “consciência limpa”.

O grande problema disso é que, quando não nos responsabilizamos por nossos atos, também não nos vemos como alguém capaz para melhorá-los.

desculpas-jiu-jitsu
“Ninguém está impressionado com o quão boas são suas DESCULPAS.” – Autor desconhecido

Principais desculpas de quem perde um campeonato

Por isso, criamos essa pequena lista, onde elencamos as principais desculpas que alguém dá ao perder um campeonato.

Portanto, se você ver alguém levantando essas desculpas – incluindo VOCÊ MESMO – preste atenção! Está na hora de esquecê-las e encarar as derrotas frente a frente.

Culpando o adversário

Desculpa nº 1: Eu perdi na primeira luta pro campeão. Isso quer dizer que eu poderia ser o segundo colocado!

Perder para o campeão não faz ninguém melhor – nem pior – que os demais da chave. Até porque, quem treina pra ficar em segundo?

Desculpa nº 2: Perdi nos pontos… pelo menos não fui finalizado!

Muitos deixam de buscar a vitória durante uma luta apenas para se defender e não serem finalizados. Se você quer ser campeão um dia, não seja um desses!

Desculpa nº 3: O cara me amarrou a luta inteira e não fez nada…

Você já viu alguém amarrar a luta inteira e ganhar do Buchecha? Eu também não! Se você quer ganhar de verdade, esteja preparado para todo estilo de adversário.

Desculpa nº 4: Aquele cara tem um Jiu Jitsu muito feio… só sabe fazer aquilo!

Se o cara só sabe fazer a mesma posição, por que você não tratou de treinar uma defesa adequada?

Desculpa nº 5: Como eu ia ganhar dele? O cara está há 5 anos na mesma faixa!

E você treina pra ganhar de qualquer um ou apenas aqueles que treinam a tanto tempo quanto você?

Desculpa nº 6: Ele só tinha força. Meu Jiu Jitsu era muito melhor do que o dele.

E por acaso alguém falou que era proibido usar força?

Desculpa nº 7: O cara era gigante… Deve tomar muita bomba!

Se o tamanho fizesse tanta diferença, os fisiculturistas dominariam o Jiu Jitsu.

Culpando o árbitro

Desculpa nº 8: O árbitro não entendia nada das regras!

Desculpa nº 9: O árbitro era da casa! (se referindo ao fato de que o árbitro e o adversário eram da mesma equipe)

Alguns árbitros podem não ser tão bem preparados quanto outros. Mas se você finalizar seu adversário (legalmente), dificilmente terá problemas.

Desculpa nº 10: O árbitro não me deu os pontos da passagem de guarda.

Talvez você não tenha realmente estabilizado. Além disso, a luta durou muito mais tempo que isso. Sempre poderíamos ter feito melhor.

Culpando as circunstâncias

Desculpa nº 11: Se você sem kimono eu quebrava ele! Eu só treino sem kimono…

Se eu só treino futebol, por que jogaria basquete? Ou por acaso você estava lutando com kimono por engano?

Desculpa nº 12: Eu luto pra finalizar, não pra ganhar por pontos.

Então da próxima vez trate de finalizar!

Desculpa nº 13: Eu estava mal! Nunca perderia para aquele cara. Já treinou com ele e finalizei diversas vezes.

Treino é treino. Jogo é jogo.

Desculpa nº 14: Eu trabalho o dia inteiro, tenho filhos pra cuidar e contas pra pagar.

Se você já entra pra lutar achando que vai perder, é melhor nem ir.

Desculpa nº 15: Eu teria ganhado se não estivesse com o joelho machucado!

No Mundial desse ano, Felipe Preguiça conseguiu sair campeão com um pé e os dois joelhos machucados. Qual era sua desculpa mesmo?

Para de dar desculpas: busque soluções!

Já se viu dando alguma dessas desculpas? Então está na hora de parar com elas e buscar a solução. Ou melhor dizendo:

“Perdeu? Cale a boca e treine mais!” – Paulo Miyao

Ao invés de arranjar desculpas, inspire-se na filosofia dos irmãos Miyao. Ambos treinam e se dedicam como ninguém e sabem tomar derrotas como verdadeiros campeões.

O irmãos perderam muito em suas vidas. Em seus combates com Keenan Cornelius, por exemplo, as derrotas eram constantes enquanto faixas coloridas.

Porém, após uma sequencia de diversos revés, Paulo conseguiu se sagrar campeão mundial absoluto na faixa marrom, em uma final contra o próprio Keenan.

Como o peso pluma conseguiu sair vitorioso depois de tantas derrotas? Não sei. Só sei que não foi contando desculpas!


E você, gosta de procurar desculpas ou prefere encarar as derrotas e solucionar os problemas? Responda nos comentários contribuindo com a discussão! Também não se esqueça de visitar o BJJ Nerd no Facebook, Instagram e Youtube.

15 principais desculpas de quem perdeu um campeonato de Jiu Jitsu

Deixe uma resposta