fbpx

Por Cristiano Lima dos Santos, Psicólogo do Esporte

Após anos trabalhando com atletas das mais diversas modalidades, posso afirmar que sim! Mas se você, enquanto atleta de combate, nunca sentiu algum tipo de pressão, ansiedade, medo, raiva, insegurança, insônia, humor depressivo em caso de lesão, ou mesmo não considera a preparação psicológica importante para sua vida pessoal… Aí sim, talvez, sua resposta possa ser um não!


A necessidade da preparação psicológica no Jiu-Jitsu

Com a expansão crescente do Jiu-Jitsu pelo mundo, houve um aumento no número de praticantes de artes marciais se profissionalizando e alimentando o sonho de se tornar um lutador com grandes títulos mundiais. O nível técnico/tático, físico e psicológico nesses eventos, tem exigido dos atletas um camp (equipe e período de preparação para a luta) cada vez mais complexo e envolvendo diversos profissionais. Além de um bom treinador o atleta precisa do trabalho interdisciplinar de uma equipe de profissionais, visando todo o suporte necessário para o seu máximo rendimento.

Infelizmente, não raro são as vezes em que a preparação do atleta prioriza o treinamento físico e técnico/tático em detrimento do treinamento psicológico. Sendo assim corre-se o risco de termos um atleta com um rendimento
“insano” nos treinos, mas que na hora da luta não consegue apresentar o mesmo desempenho. Entre os vários fatores que podem levar o atleta a ter um rendimento insatisfatório, os fatores psicológicos têm sido apontados por pesquisadores Weinberg e Gould (2017), como um dos principais causadores de flutuações no desempenho esportivo dos atletas.

Como a psicologia do esporte pode ajudar um atleta/praticante de Jiu-Jitsu?

samurai-jiu-jitsu
Os samurais eram conhecidos pela sua mente inabalável e capacidade de resiliência. Essas são características que podem e devem ser trabalhadas com os atletas de combate.

A psicologia do esporte e do exercício pode contribuir de maneira significativa para melhorar o desempenho dos atletas de Jiu-Jitsu. As artes marciais trazem em seu bojo filosófico elementos que podem ser facilitadores na preparação psicológica, favorecendo assim a implementação de práticas de treinamento psicológico. Na filosofia das artes marciais algumas características como a capacidade de concentração, disciplina, respeito mútuo, entre outras, são características constantemente enaltecidas como elementos necessários aos praticantes. Dessa forma o psicólogo do esporte pode utilizar a filosofia das artes marciais a seu favor na hora de elaborar as melhores estratégias para implementar o treinamento psicológico entre os atletas.

A constante cobrança por resultados positivos e a ameaça de risco de corte dos patrocinadores geram níveis elevados de ansiedade e obrigação de vitória. O atleta que não consegue caminhar sobre essa “corda-bamba” tem uma grande probabilidade de comprometer o seu rendimento.

Aprenda a usar a pressão e o medo a seu favor

O objetivo da psicologia do esporte não é fazer com que o atleta deixe de sentir essas emoções, pelo contrário é importante que ele as sinta e saiba identificá-las. O que ele precisa é desenvolver as ferramentas necessárias para lidar com essas situações inerentes das competições.

Saber gerenciar seus medos, encontrar seu nível ideal de ativação para competir, controlar a ansiedade pré-competição, administrar o monólogo interno advindo do grande esforço físico que diz para parar quando devemos continuar, enfim conseguir aproveitar ao máximo esse momento para o qual tanto se preparou. A psicologia do esporte e do exercício conta com uma metodologia científica, sendo assim de forma educativa, busca-se desenvolver junto com o atleta e equipe as habilidades psicológicas necessárias em seus treinos e competições.

Sobre o autor:

cristiano-lima-dos-santosCristiano Lima dos Santos
Psicólogo – CRP 12/12601
Psicologia do Esporte e do Exercício
Psicólogo da Equipe de Ginástica Rítmica ADIEE/UDESC FME Florianópolis – SC.
Psicólogo da equipe São José Team Taekwondo Florianópolis – SC.
Foi Psicólogo do Figueirense Futebol Clube

YouTube: Psicologia para Atletas
Blog: https://psicologiaparaatletas.blogspot.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/psicologiaparaatletas/

 

Referências:
WEINBERG, R.S.; GOULD, D. Fundamentos da Psicologia do
Esporte e do Exercício . Porto Alegre: Artmed, 2017.


E você, planeja sua preparação psicológica assim como o seu treino físico? Responda nos comentários contribuindo com a discussão! Também não se esqueça de visitar o BJJ Nerd no Facebook, Instagram e Youtube.

Lutadores de Jiu Jitsu precisam de um programa de preparação psicológica?

Deixe uma resposta